O prefeito Firmino Filho prorrogou, por mais 30 dias, o prazo para os contribuintes aderirem ao Programa de Parcelamento Incentivado (PPI). Agora, quem tiver débitos com o fisco municipal têm até o dia 16 de março para renegociar as dívidas com descontos que chegam a até 100% em cima de multas e juros.

De acordo com o secretário municipal de Finanças, Manoel de Moura Neto, a prorrogação do prazo tem em vista os bons resultados já alcançados através do programa. “Quando lançamos o PPI, ainda em 2017, nossa meta era recuperar R$ 20 milhões. Mas, como estendemos o prazo, conseguimos arrecadar o dobro desta meta”, destaca o gestor, acrescentando que, até agora, a Prefeitura já conseguiu recuperar mais de R$ 42 milhões através do programa, sendo que R$ 17 milhões já estão nos cofres públicos e o restante está negociado (por parcelamento).

O contribuinte que optar por quitar sua dívida à vista terá desconto de até 100% em multas e juros. Já quem preferir parcelar o débito poderá abater estas multas e juros em até 80%. “O PPI é uma oportunidade para quem possui débitos junto ao fisco. E assim que o programa encerrar, os juros voltam a ser cobrados regularmente”, completa Moura Neto.

Para os pagamentos à vista, os contribuintes devem emitir o boleto que está disponível no site ppi.teresina.pi.gov.br e seguir o passo a passo. Já quem preferir parcelar o débito deve se dirigir às Centrais de Atendimento ao Público (CAP).

Onde renegociar

Unidade de Atendimento ao Público Centro, situada na Rua Álvaro Mendes, 860. Telefone: (86) 3234-0300

Unidade de Atendimento ao Público Leste, situada na Avenida Zequinha Freire, 370, bairro Uruguai. Telefone: (86) 3215-756116