A Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Finanças (SEMF), iniciou a entrega dos comunicados para 20 mil imóveis que possuem problemas cadastrais junto à administração municipal. A situação foi detectada a partir do recadastramento de toda a área urbana, feito através de um mapeamento aéreo.

 

A carta é informativa, mostra a área aumentada e explica a repercussão no valor do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU 2017).

 

“Identificamos, através da técnica de aerofotogrametria, imóveis que estão em situação irregular, que houve aumento da área construída não informado ao fisco municipal. A partir disso, fizemos uma triagem para reduzir a margem de erro e agora estamos comunicando aos proprietários desses imóveis que estão em situação irregular”, afirma o coordenador Especial da Receita da Secretaria Municipal de Finanças, Alexandre Castelo Branco.

 

Ele explica que os contribuintes que receberem e quiserem tirar dúvidas ou pedir a revisão podem procurar a Central de Atendimento ao Público (CAP) do Centro, localizada na Rua Álvaro Mendes. “Foi criada uma equipe de atendimento que está disponível na CAP Centro para tirar as dúvidas e dar as orientações necessárias sobre as divergências detectadas”, afirma.

 

De acordo com o coordenador, os contribuintes que receberem o comunicado podem fazer a reclamação junto à CAP até o mês de outubro. A repercussão no valor do IPTU passa a acontecer a partir do próximo ano.