Para prestação de contas, candidatos podem relacionar notas emitidas no site da Nota Fiscal Eletrônica

Os candidatos que concorreram às eleições deste ano podem relacionar todas as notas emitidas, a partir do seu CNPJ, no site da Nota Fiscal Eletrônica (https://www.issdigitalthe.com.br/NotaFiscal/). Os documentos são essenciais para a prestação de contas de todos os candidatos que não concorrerem ao segundo turno e para os partidos políticos, incluídas as contas dos respectivos comitês financeiros.

Segundo o gerente executivo do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS) do município, Hugo Portela, muitos candidatos estão entrando com processo administrativo junto à Secretaria Municipal de Finanças (Semf) para solicitar as informações.

“Contudo, este não é o procedimento correto. Eles devem acessar o site da Nota Fiscal Eletrônica e se credenciarem. Tudo é feito online e sem burocracia, até mesmo para que os candidatos tenham mais facilidade e possam cumprir o prazo do TSE”, explica o gestor se referindo ao prazo de 30 dias, contados a partir do dia das eleições, para apresentarem suas prestações contas ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Para ter acesso ao sistema, basta o candidato, ou contador responsável, acessar o site https://www.issdigitalthe.com.br/NotaFiscal/. No menu do lado esquerdo da página, localizar a aba ‘Acesso’ e clicar em ‘Credenciamento’. Quando abrir a nova página, haverá três possibilidades de credenciamento, sendo a terceira, intitulada de ‘Cadastro de Tomadores de Serviços’, a indicada para os candidatos. Ao clicar, abrirá uma nova página onde deve ser inserido o CNPJ do candidato, e seu nome/razão social. Em seguida, abrirá o formulário para inserir todos os dados do novo tomador de serviço, onde ele também indicará seu e-mail. Ao concluir o cadastro, automaticamente, a senha de acesso ao sistema será enviada para o e-mail indicado pelo candidato.

De posse desta senha, o candidato retorna ao site https://www.issdigitalthe.com.br/NotaFiscal/, e no menu do lado esquerdo da página, localiza a aba ‘Acesso’ e, agora, clica em ‘Acesso ao Sistema’. Daí, basta informar o CNPJ, a senha de acesso enviada para o e-mail e o código de segurança. Feito isto, serão relacionadas todas as notas fiscais emitidas pelo CNPJ do candidato. “Caso alguém tenha dificuldade em concluir este passo a passo, pode nos procurar na Gerência do ISS, que fica localizada ao lado da CAP Centro”, conclui Hugo Portela.

Aplicativo para emissão de nota fiscal já tem mais de 900 downloads

Disponível há menos de um mês na loja oficial do sistema operacional Android, o aplicativo ‘NFSe Mobile Teresina’ já conta com mais de 900 downloads. A ferramenta, disponibilizada pela Secretaria Municipal de Finanças (Semf), veio para facilitar a emissão de nota fiscal simplificada na capital piauiense.

“Estamos bastante satisfeitos com a adesão dos contribuintes ao aplicativo. Nossa intenção é popularizar ainda mais esta ferramenta que beneficia não apenas o prestador de serviço como também o consumidor”, pondera o secretário municipal de Finanças, Manoel de Moura Neto, informando que cerca de 500 notas já foram emitidas através da nova plataforma.

O gestor explica que, para tornar o procedimento ainda mais rápido, o aplicativo suprimiu alguns campos a serem preenchidos pelo prestador de serviço. “Com isso, a emissão da nota via celular ou tablet pode chegar a apenas 30 segundos e a nota é enviada, na mesma hora, para o e-mail do cliente ou até para seu WhatsApp”, destaca.

Através do ‘NFSe Mobile Teresina’ é possível emitir a nota fiscal eletrônica simplificada de prestadores de serviço (pessoa jurídica) que já possuem cadastro no site da Nota Fiscal Eletrônica de Teresina (https://www.issdigitalthe.com.br/NotaFiscal/). E como alguns campos foram suprimidos para agilizar a emissão da nota via celular ou tablet, não é possível informar dedução de base de cálculo nem tributos federais nesta plataforma. Para estas notas mais completas, o prestador deve continuar utilizando o site https://www.issdigitalthe.com.br/NotaFiscal/.

Além disso, como o aplicativo não é personalizado, a emissão da nota mobile pode ser feita de qualquer aparelho que contenha o aplicativo instalado e com internet móvel. Já a versão para dispositivos Apple, cujo sistema operacional é o iOS, deve ser lançada em breve.

Prefeitura lança aplicativo para emissão de nota fiscal através de dispositivos móveis

Os prestadores de serviço de Teresina vão poder emitir, a partir de agora, a nota fiscal simplificada de seus serviços através de dispositivos móveis, como celulares e tablets. O aplicativo ‘NFSe Mobile Teresina’, lançado pela Secretaria Municipal de Finanças (Semf), já está disponível para download nos aparelhos com sistema operacional Android, através da Play Store, e em até 30 dias também estará disponível na Apple Store.

Segundo Hugo Portela, gerente executivo do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS) do município, o aplicativo é uma ampliação do serviço que já existe e promete facilitar a vida dos cidadãos teresinenses. “Nós já oferecemos este serviço através do site da Nota Fiscal Eletrônica, mas agora ele está disponível também na palma da mão. Com o aplicativo, o prestador de serviço consegue emitir a nota fiscal de serviço, em até 30, 40 segundos, e poderá enviá-la diretamente para o e-mail do seu cliente ou compartilhar a imagem ou arquivo em PDF pelas redes sociais, como WhatsApp”, afirma.

Já o coordenador de Tecnologia da Informação da Semf, Jaime Vieira, explica que, para tornar este serviço ainda mais rápido, foi necessário diminuir os campos a serem preenchidos na hora de emitir a nota pelo aparelho mobile. Além disso, ele explica que, para ter acesso à ferramenta, o prestador de serviço precisa fazer o download gratuito do aplicativo em seu smartphone ou tablet. Se ele já estiver cadastrado na Prefeitura de Teresina como prestador de serviço, terá acesso imediato ao ‘NFSe Mobile Teresina’.

“Adotando a tecnologia, o usuário, contribuinte ganha agilidade quando da emissão da nota fiscal de serviço, dispensado o uso de computador e impressora. Além disso, o aplicativo facilita também a vida do consumidor, que poderá receber a nota fiscal de serviço instantaneamente por e-mail, WhatsApp e etc.”, conclui Hugo Portela.